Blog
O glamour dos anos 60
25/10/2019 - 00:00

No cinema e na televisão mulheres eram glamourizadas por estarem sempre com vestidos deslumbrantes e fumando seus cigarros. Quando a década de 60 chegou, todos os estereótipos foram quebrados. 

A indústria cinematográfica também teve sua participação com a glamourização de suas atrizes e atores que exalavam elegância. Sempre associado com o charme, poder e qualidade de vida, na época garotos e garotas propagandas de marcas de roupas ou qualquer outro produto, ultrapassavam os limites dos cinemas e televisões, com suas posturas e vestuários finos. 

Além do uso exorbitante de tabaco, essa década ficou marcada também pela sofisticação que a moda trazia para um novo momento. Nas telas, mulheres estavam sempre bem arrumadas e elegante, com seus vestidos longos e marcando suas silhuetas faziam com que muitas se inspirarem nelas e seus estilos de vida. 

Assim que a década de 60 chegou, as revoluções, participações de jovens contra uma sociedade de consumo e surgimento do Rock in roll, fizeram com que ela fosse lembrada para sempre.

Os jeans, as saias rodadas, calças cigarretes e jaquetas de couro, estilos que foram influenciados por artistas, fizeram um grande sucesso. Com isso, a indústria começou a observar esses jovens que queriam autonomia e liberdade, assim adaptando suas peças para eles. Mas não foram somente as roupas para jovens que surgiram. Os terninhos, vestidos tubinhos acima do joelho. minissaias e roupas unissex ganharam espaço. 

Neste momento, os estilistas André Courreges e Saint Laurent, despadroniza toda a indústria da moda com uma combinação que usada até os dias atuais: o famoso vestido tubinho em linhas retas e bota branca. Outras estilistas que representavam muito bem os jovens nesta nova fase foram: Catherine Deneuve e Brigitte Bardot. As francesas conseguiram se transformar em musas fashionistas em uma época predominada por estilistas do sexo masculino. 


Os vestidos longos, elegantes e lisos, deram lugar para peças mais coloridas e estampadas. Os trajes de banho que anteriormente eram considerados indecentes e que deixavam muitas mulheres envergonhadas, foram trocados por biquínis estilo hot pants com tops tomara que caia. As franjas e acessórios também nessa nova tendência se libertam de todas as restrições que poderiam existir. 


A partir deste momento, a Moda se tornou pela primeira vez um instrumento de comportamento e atitude. Hoje, homens e mulheres têm a autonomia de se vestir como desejam. A Moda se tornou uma expressão da identidade das pessoas.

Hoje é possível perceber que o tempo passa, mas a Moda é cíclica. As saias com cintura marcada e alta, cheia de botões estão de volta, os vestidos curtos de verão e os biquínis hot pants são outras tendências que voltaram com tudo, as peças de banho com novos modelos para parte de cima e com mais conforto são tendência. Mais de 50 anos depois, todas essas peças e muitas outras, estão em alta. 


Sonhe e crie com a Tidy no Ateliê do Primeiro Aluguel (https://www.tidy.com.br/medidas), um lugar onde desenvolvemos um modelo que mais se adeque ao seu estilo e personalidade.Transforme suas ideias em realidade.


Busca
Categorias